Viver de Renda: Um Sonho de Grande Parte dos Brasileiros

Viver de renda é um sonho de grande parte dos brasileiros.

Não ter que trabalhar, ou trabalhar somente com o que se gosta e quando se quer, parece uma realidade inalcançável para a maioria, mas saiba que, com bom planejamento, paciência e educação financeira, você pode conquistar esse objetivo.

A fórmula para se alcançar esse objetivo parece simples: você precisa acumular patrimônio necessário para gerar uma renda capaz de cobrir todas as suas despesas mensais.

Ou seja, caso você gaste mensalmente X mil reais, seus investimentos devem ser capazes de produzir uma rentabilidade mensal, pelo menos, igual a X mil reais.

Na prática, o cálculo é um pouco mais complexo, por dois aspectos.

Consumindo mensalmente somente a rentabilidade dos seus investimentos, sem retirar qualquer valor do montante principal, você continuará com esse valor até sua morte.

Como sou pleno adepto da filosofia de que devemos “Viver como Ricos e Morrer como Pobres”, não recomendo essa estratégia, até porque, como diziam nossos avós, “caixão não tem gaveta”.

Logo, após a fase de acumulação, você pode/deve utilizar, além dos rendimentos do seu investimento, todo o montante principal.

Por outro lado, é sempre importante se considerar o impacto da inflação no poder de compra do dinheiro. Assim, deve-se atualizar mensalmente o valor a ser poupado e investido conforme a inflação. Apesar de não mostrarmos isso em nossas simulações a seguir, você deve considerar essa necessidade.

Feitas essas ressalvas, vejamos o que os números nos mostram sobre como podemos conquistar o objetivo de viver de renda.

Em nossas simulações, vamos considerar um jovem de 20 anos de idade, com expectativa de vida de 90 anos e um investimento com rentabilidade nominal de 10% ao ano.

Num primeiro cenário, vamos considerar que esse jovem tem gastos mensais na ordem de R$ 4 mil. Caso planeje viver de renda a partir dos 50 anos, ele precisará poupar e investir mensalmente R$ 238. Assim, poderá ter uma renda mensal, a partir de seus investimentos, de pouca mais de R$ 4 mil, até completar 90 anos, quando terá utilizado todo o seu patrimônio.

Esse mesmo jovem, caso deseje antecipar seu sonho, precisaria poupar R$ 400 todo mês para conseguir viver de renda a partir dos 45 anos, ou R$ 691, para alcançar seu objetivo aos 40 anos.

Com educação financeira, buscando investimentos mais rentáveis, esse jovem poderia antecipar significativamente seu sonho.

Vamos então supor um investimento com rentabilidade anual de 13%.

Nesse caso, precisaria investir somente R$ 108 mensais até os 50 anos, ou R$ 202 até 45 anos, ou mesmo R$ 389 para passar a viver de renda aos 40 anos, recebendo R$ 4 mil mensais.

Caso nosso jovem sonhe alto, e busque uma renda mensal de R$ 10 mil reais para decidir viver de renda, os números são os seguintes:

Ele precisa investir mensalmente somente R$ 268 até os 50 anos, ou R$ 504 até 45, ou mesmo R$ 971 até os 40, quando, em qualquer um desses casos, poderia retirar mensalmente do seu investimento o valor R$ 10 mil até completar 90 anos.

Nada mal, não é?

Você conseguiria executar um plano como esses?

Observação: todos esses cálculos foram realizados utilizando-se o Simulador de Independência Financeira do blog Clube do Poupador.

Jerffeson Teixeira de Souza, Ph.D.
Fundador e Editor do Blog “Meu Educador Financeiro”

 

3 comentários

Deixe uma resposta para Jerffeson Souza Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *